quarta-feira, 31 de dezembro de 2008

Acerto dos segundos com a rotação da Terra

Como se pode ler no boletim C nº 36 do Serviço Internacional de Rotação da Terra e Sistemas de Referências (IERS), (hoje) na passagem da noite do dia 31 de Dezembro para o dia 1 de Janeiro 2009 adiciona-se um segundo intercalar ou adicional, assim os relógios que estejam segundo a hora UTC marcam as 23:59:59 → 23:59:60 → 00:00:00.

O marca-passo é feito nos relógios atómicos das entidades que, em cada país, têm a responsabilidade de zelar pela hora-padrão. No caso português, o Observatório Astronómico de Lisboa.

A variação da rotação da Terra, provocada fundamentalmente pelos efeitos gravitacionais da Lua, não é previsivel e nem sempre tem o mesmo sentido, umas vezes adianta outras atrasa.

Devido a isto, em determinadas alturas o Serviço Internacional de Rotação da Terra e Sistemas de Referências (IERS), que entre outras coisas é responsável por controlar a diferença entre UTC e o tempo solar médio, acrescenta ou retira um segundo à duração do ano no sentido de sincronizar os dois tempos e evitar que as diferenças sejam superiores a 0.9 segundos.

O atraso de um segundo torna-se necessário para nos sincronizarmos melhor com a velocidade de rotação da Terra. Segundo Rui Agostino (director do Observatório Astronómico de Lisboa) "a divisão do tempo dos dias e noites no nosso planeta em horas, minutos e segundos distribuídos por um ano foi feita e acordada em 1820. Desde então, no entanto, a rotação da Terra foi ficando mais lenta e os 86.400 segundos das 24 horas podem não corresponder exactamente ao tempo de uma rotação da Terra".

Sociedade digital torna cada vez mais importante a hora legal

Numa sociedade cada vez mais digitalizada onde as transacções de dinheiro ou documentos por via electrónica, compra de acções, cadernos de encargos para um concurso de obras públicas, envio de um documento a um tribunal se tornaram num acto rotineiro de quase toda a gente e em que o prazo de entrega conta - a diferença de um segundo e a hora legal ajustada pode fazer a diferença e acarretar sérios problemas.

Algumas notas soltas

Enquanto pesquisava sobre o acerto dos segundos encontrei um documento, muito interessante, sobre Tempo Universal Coordenado (UTC) e em que explicavam que a hora oficial correspondeu sempre ao tempo passado e que o UTC se baseou sempre no tempo atómico (TAI - International Atomic Time). O tempo atómico é a média horária proporcionada por cerca de 250 relógios atómicos distribuídos por 65 laboratórios espalhados por 30 países.

Sem comentários: