Mensagens

A mostrar mensagens de Fevereiro, 2009

DigiPoint: Crie os seus pontos georrefenciados.

Imagem
Para quem não tem um GPS para georreferenciar pode utilizar esta ferramenta excelente e exportar para vários formatos dos diferentes porgramas existentes no mercado.

DigiPoint é uma ferramenta online que permite digitalizar / extrair pontos do Google Maps view (Mapa, satelite ou hibrido).

Quando se digitaliza, o utilizador pode especificar o icone (simbolo e tamanho) para usar no mapa, e também o ID para a feature pretendida (opcional). Os pontos digitalizados são armazenados numa lista que pode ser exportada como Latitude/Longitude ou no sistema de coordenadas UTM usando diferentes formatos (KML, DXF, BLN, CSV, TXT, TAB e SHP).

Para cada ponto é armazenada uma lista de informação com: Coordenadas, Elevação, Label (etiqueta) e icone (símbolo)





Formação e Cooperação em Rede

Imagem
Para quem tiver interesse e disponibilidade para frequentar esta formação em França entre 15 e 19 de Abril . Apenas as viagens até ao aeroporto de ida e regresso são da responsabilidade dos participantes. Prazo de inscrição: até 28 Fev.(formulário é simplificado)

Gestão Cultural e Desenvolvimento

Imagem
Acabo de receber este convite via email.
A entrada é gratuita e prevê-se a presença de altas individualidades da cultura e a apresentação de casos de municípios, que pelas suas particularidades se tornam verdadeiros "case study" de gestão cultural e de dinamismo territorial.
O programa oficial ainda não saiu, mas tanto quanto sei o debate centra-se em torno da importância da gestão cultural, enquanto elemento catalisador de desenvolvimento e de promoção local.
(Actualização) - programa oficial do seminário


Cidades Criativas

Imagem
Nos nossos dias é reconhecida a importância que as cidades têm como actores decisivos na economia e no desenvolvimento do País. Para além de se constituírem como espaços onde vive uma parte significativa da população portuguesa são, cada vez mais, elementos fundamentais para a promoção da competitividade, da cidadania e da qualidade de vida.
Richard Florida (geógrafo) desenvolveu uma abordagem sobre as cidades criativas referindo a importância da aposta numa segunda geração de políticas públicas ligadas à criatividade e à inovação urbana, numa aposta que visa a atracção e a fixação de talentos, a capacidade de desenvolver investigação e produtos tecnológicos (universidades e empresas inovadoras) apoiada numa atitude tolerante, que valorize a diversidade social e cultural.
A aplicação desta abordagem à realidade das cidades portuguesas propõe que estas se constituam como espaços vibrantes, onde dê gosto viver, estudar e trabalhar, em particular pela qualidade dos espaços urbanos, pela d…

I Congresso Internacional sobre Cidades, Culturas e Sociabilidades

Local: Auditório Nobre da Faculdade de Letras da Universidade do Porto Data: 10 e 11 de Abril de 2009

Objectivos
As políticas da desindustrialização e a reconstrução dos espaços urbanos promoveram o aparecimento de novas infra-estruturas urbanas cujos símbolos são os centros comerciais, os hipermercados, os espaços museológicos, as zonas ribeirinhas de lazer ou os parques temáticos. Um dos traços distintivos da arquitectura destes espaços é a sua função lúdica sendo o espaço colectivo cada vez menos um espaço público, face à entrega sistemática destes à administração privada. Os "novos" centros das cidades apareçam abstraídos do espaço e tempo exteriores, excluindo todos os aspectos negativos da cidade como a sujidade, a toxicodependência, o trânsito e a pobreza.
O I Congresso Internacional sobre Cidades, Culturas e Sociabilidades pretende mobilizar perspectivas interdisciplinares para reflectir e debater a(s) cultura(s) urbana(s) bem como as sociabilidades que se geram nas cida…

Geógrafos... um contributo

Imagem
Hoje, encontrei uma notícia em castelhano que retrata o panorama da profissão na Catalunha (Espanha). Vale a pena ler os sublinhados que fui fazendo enquanto lia. O Geógrafo, com uma formação multidisciplinar e uma visão transversal do território, assume-se como um profissional cada vez mais essencial no acto de planear e gerir o território com cada vez mais problemas, fruto de um crescimento e desenvolvimento desregrado e da ausência de uma "cultura de prevenção". Cabe-nos a nós (Geógrafos) alertar para estas questões e trabalharmos numa óptica sustentável de prevenção e promoção de boas práticas ambientais e de ordenamento do território. Para terminar, deixo-vos um excerto de um poema deixado no nosso livro de curso, à uns anos, por um professor nosso: "... Somos aprendizes de corpo inteiro,
Movem-nos os deveres, as competências e não o dinheiro. Temos empenho para dar sem condição
E conhecimento geográfico para investir com ambição. Em capital de esforço e de saberes acumul…

Quente, Plano e Cheio

Imagem
Depois do bestseller o “Mundo é Plano”, neste novo livro Thomas L. Friedman apresenta um olhar provocatório face aos novos desafios que o mundo enfrente hoje: ambiente, florestas, alimentação. O autor três vezes vencedor do Prémio Pulitzer, defende entre outros assuntos, que a necessária revolução verde não é comparável com nenhuma outra revolução a que o mundo já assistiu.

Software Livre... uma opção?

Imagem
No actual contexto de crise, tudo o que é grátis é bem-vindo! No mundo da informática podemos encontrar uma panóplia de programas grátis e de código aberto que nos fazem poupar várias centenas de euros para "artilhar" o computador.
Recentemente, num Encontro de Software Livre (que aqui divulgamos e comentamos) tivemos oportunidade de nos deparar com uma panóplia enorme de opções grátis e alternativas ao software proprietário - do sistema operativo aos jogos, passando pelos antivírus e pelo editor de imagens as borlas de software não faltam!
Podem não ser iguais nem fazer o mesmo que os programas pagos, mas para a maioria dos seus utilizadores são poucas as diferenças. É o caso do Open Office que agrega um conjunto de aplicativos semelhantes ao Microsoft Office e apesar de ter algumas debilidades, os "handicaps" do gratuito acabam por se resumir a questões de estética.
Outro exemplo é o Ubuntu Linux que pode não ter o mesmo glamour que o Mac OS Leopard, da Apple nem a…

Sessão de informação dos Ecoclubes

Imagem
Vai decorrer no próximo dia 28 uma sessão de informação dos Ecoclubes nas instalações do Centro de Monitorização e Interpretação Ambiental em Viana do Castelo.

Se gosta do ambiente e de trabalho com os jovens e a comunidade... inscreva-se!

Folheto "Sabes o que são os Ecoclubes?"

StatPlanet

Imagem
O STatPlanet um sistema de visualização de dados estatísticos (demografia, educação, entre outros temas) de licença gratuita, disponível em duas versões: uma on-line que funciona em qualquer sistema operativo desde que se tenha o plugin de Flash, outra forma pode ser descarregar o programa e instalar no próprio computador com software Windows e usar sem ter de estar conectado à rede.

O sistema de consulta é muito simples e intuitivo, mostrando gráficos proporcionais, mapas de coropletas, tabelas e todo o tipo de recursos estatísticos interactivos e fácil aplicação.

Esta ferramenta está em desenvolvimento, tendo actualizações regulares dos dados e, segundo os seus programadores está para breve a possibilidade de os utilizadores poderem introduzir novos dados através da importação de tabelas Excel.

Ordenamento do Território e Gestão de Risco... uma abordagem

Imagem
O Earthzine acaba de publicar um artigo de um geógrafo sobre o Ordenamento do Território e Gestão do Risco, que tomo a liberdade de traduzir para português, quer pela importância que o tema assume na actualidade, quer pelas consequências da falta de "cultura de prevenção".

Jorge Miguel Marques de Brito, Doutorando, Mestre em Ordenamento do Território, da Universidade de Coimbra, Portugal
"Pela primeira vez na história, o ser humano tem a capacidade de manipular o ambiente à escala mundial. Estas mudanças globais representam grandes desafios para a integração da ciência e dos cientistas na tomada de decisões. Ao lidar com incertezas e vários riscos, como as catástrofes naturais, esta integração é particularmente difícil, mas necessária.
Consequência ou não de tais mudanças, as alterações climáticas agravam o cenário, em si difícil, da gestão de risco através da junção de um conjunto de processos paralelos que têm cada vez mais influência na nossa vida quotidiana. No âmbito …

Consulta pública da Directiva INSPIRE e do Sistema Nacional de Informação Geográfica

Ainda na sequência do post anterior, referir que se encontra em processo de consulta pública até final do mês de Fevereiro a proposta de Decreto-Lei para revisão do Sistema Nacional de Informação Geográfica e transposição da Directiva INSPIRE.
Os interessados podem visitar o site http://inspire-pt.blogspot.com/ onde podem ver o texto integral e deixar os comentários entendidos por convenientes.

Mais informação sobre a Directiva INSPIRE pode ser obtida em: http://snig.igeo.pt/inspire/

Qualquer questão, pedido de esclarecimentos ou envio de comentários pode também ser efectuado através do e-mail: inspire@igeo.pt

Notas do Workshop Ibérica “eSDI-Net+ Projectos candidatos ao Prémio Melhores Práticas em SDI 2009”

Imagem
No passado dia 5 de Fevereiro realizou-se, na Reitoria da Universidade Nova de Lisboa, Campus de Campolide (Lisboa), o Workshop Ibérica “eSDI-Net+ Projectos candidatos ao Prémio Melhores Práticas em SDI 2009”, organizado por:


Antes de mais, importa esclarecer o conceito, relativamente recente, de Infra-Estruturas de Dados Espaciais (IDE) - que se pode designar como um sistema informático composto por um conjunto de recursos (catálogos, servidores, programas, dados, aplicações, páginas Web...) destinados a gerir Informação Geográfica (mapas, ortofotos, imagens de satélite, topónimos,...), disponíveis na Internet, os quais cumprem uma série de condições de interoperabilidade (normas, especificações, protocolos, interfaces, ...) e que permitem que um utilizador através de um simples navegador, possa utilizá-los e combiná-los de acordo com as suas necessidades.Retomando de novo os assuntos tratados no Encontro, este pretendeu congregar e divulgar um conjunto de 21 casos de boas práticas na…

Conferência Internacional sobre Cidades e Rios - Pontes para Sustentabilidade

Organização: Centro de Sistemas Urbanos e Regionais do Instituto Superior Técnico e Fundação Luso-Americana

Data: 17 de Fevereiro de 2009, às 9.30
Local: Auditório da Fundação Luso-Americana, Rua Sacramento à Lapa, 21 - Lisboa
Inscrições: entrada livre, mediante inscrição prévia até dia 12 de Fevereiro para Rosa Nunes - rnunes@civil.ist.utl.pt  ou telefone: 21 841 83 11
Programa em português

A crise segundo Einstein

Imagem
Não podemos querer que as coisas mudem, se fazemos sempre o mesmo. A crise é a melhor benção que pode acontecer às pessoas e aos países, porque a crise trás progresso.


A criatividade nasce da angústia como o dia nasce da noite escura. É na crise que nasce os novos inventos, as descobertas e as grandes estratégias. Quem supera a crise, supera-se a si mesmo, sem ficar "superado". Quem atribui a crise os seus fracassos ao seu próprio talento, dá mais importância aos problemas que às soluções.
A verdadeira crise é a crise da incompetência.
O inconveniente das pessoas e dos países é a preguiça para encontrar saídas e soluções. Sem crise não há desafios, sem desafios a vida é uma rotina, uma lenta agonia. Sem crise não há méritos. É na crise que surge o melhor de cada um, porque sem crise todo o vento é uma brisa agradável.

Falar de crise é promove-la, e calar a crise é exaltar o conformismo.Em vez disto, trabalharemos arduamente. Acabemos de uma vez todas com a única crise ameaçador…

Nova versão Google 5.0

A nova versão do Google, foi lançada ontem em São Francisco, e apresentou várias novidades. Até agora tinhamos o Google Earth (terra) e o Google Sky (céu). Ontem foi apresentado, em São Francisco, a nova versão do Google denominado Google Ocean. A cerimónia contou com a presença do Ex-Vice Presidente dos EUA Al Gore que disse: "Podemos agora mergulhar no oceano mundial que cobre quase 3 quartos do planeta e descobrir novas maravilhas". Origem do Google Ocean Este projecto do Google Ocean foi um repto lançado em 2006 à Google Earth, numa conferência em Madrid pela cientista norte-americana, Sylvia Earle, que trabalha como investigadora residente na National Geographic Society e está ligada aos oceanos. Novidades - O Google Oceanapresenta uma série de informações (texto, fotografias, vídeos, imagens de satélite) sobre o fundo dos oceanos de carácter científico. Além disso, são assinalados locais onde ocorreram acidentes e naufrágios históricos e pontos de interesse - como surf e me…