A verdade que ninguém quer ver


Acabo de ler no blog Bioterra, um post um sobre um filme - que retrata o meio ambiente e a alimentação. “Nos enfants nous accuseront” - “As nossas crianças irão acusar-nos”. O filme do realizador Jean-Paul Jaud começa na Unesco aquando de um colóquio que reuniu nomes sonantes a nível mundial da medicina e assinaturas da Appel de Paris e divulga também a iniciativa exemplar do municipio de Gard, em que o autarca, consciente do perigo da utilização de pesticidas, decide introduzir alimentos biológicos na cantina escolar da aldeia.

"O realizador pinta um retrato sem concessões da tragédia ambiental que espreita a jovem geração: o envenenamento dos campos com químicos agrícolas (76 mil toneladas de pesticidas diversas sobre o país) e os prejuízos causados na saúde pública. Uma palavra de ordem: não só constatar os males, mas encontrar desde já os meios de acção para que, amanhã, as nossas crianças não nos acusem."

"Os diferentes intervenientes do filme, crianças, pais, professores, enfermeiros, jornalistas, agricultores, eleitos, cientistas, investigadores, deixam as suas opiniões, análises, angústias, ira, o fruto do seu trabalho para a câmara. Cada um conta a sua experiência, denuncia os abusos, colocam questões, mas a cima de tudo propõem soluções, no sentido de os organismos publicos tomem medidas concretas."

Testemunhos concretos e inquietantes sobre uma realidade que se torna urgente.

Comentários

Mensagens populares deste blogue

Desterritorialização e Reterritorialização

Mapa geológico completo de Portugal e Espanha

Mapas Isométricos