sábado, 11 de julho de 2009

Dia Mundial da População - 11 de Julho




O Dia Mundial da População, celebra-se a cada 11 de Julho desde 1989. Foi instituido em 1987 quando a população mundial alcançou 5 mil milhões de habitantes. A Comissão Mundial do Meio Ambiente e do Desenvolvimento (CMMAD) alertou, no "Nosso Futuro Comum" para as consequências do rápido crescimento da população mundial: “Em muitas partes do mundo, a população cresce segundo taxas que os recursos naturais disponiveis não podem suportar”.

O CMMAD denunciava igualmente a injusta e insustentável apropriação de mais de 80% dos recursos mundiais por parte de 20% da população mundial.

O artigo “Crecimiento demográfico y Sostenibilidad” oferece informação e referências bibliográficas sobre a questão demográfica e as suas relações com outros problemas subjacentes.

É preciso, em geral, agir sobre vários pontos estratégicos e In Situ, porque a forma de formular Convénios, Programas, Projectos e Agendas não resolve In Situ os problemas locais, regionais, nacionais e internacionais.

É preciso, em particular, promover a participação social das mulheres, e das crianças e jovens através da educação. O ano de 2009, a UNFPA (Fundo de População das Nações Unidas) quer dedicar o dia Mundial da População (http://www.unfpa.org/wpd/2009/sp/index.html) a incentivar o investimento na educação e saúde para as mulheres e as jovens, como passo necessário para avançar na diminuição da pobreza, universalização dos direitos humanos e igualdade de género.


Como assinalou Kofi Annan no sue discurso de 11 de Julho de 1999: “... a população não é apenas uma questão de números. É uma questão de seres humanos, uma questão de indivíduos, uma questão de nós mesmos. Trata-se de que cada mulher e cada homem sejam capazes de tomar decisões livres, informadas e igualdade de circunstâncias, incluindo o tamanho da família e o espaçamento entre o nascimento dos filhos. trata-se de que cada homem e cada mulher e cada mulher sejam capazes de sustentar os filhos que decidiram ter, de assegurar o seu bem-estar e dar-lhes uma vida digna. Trata-se de liberdade individual, de direitos humanos e desenvolvimento sustentável para todos”.


Que o Dia Mundial da População sirva, hoje, para reflectir sobre estas e outras questões e acima de tudo nos leve, a todos e em particular, a cada um, a AGIR, sobre estas questões e a sermos pessoais mais responsáveis socialmente. Porque é sempre possível!

Sem comentários: